APRESENTAÇÃO

Um processo de criação inédito, livremente inspirado em contos e poemas de Machado de Assis, com texto original de Eduardo Rios. Apesar de terem sido escritos no século XIX, os temas abordados nessa escrita são absolutamente atemporais, uma vez que tratam do amor e de sua sombra, o ciúme. Trata-se de apresentar as situações desses contos machadianos, para o público infanto juvenil, e com isso, fomentar a riqueza de sua obra. O espetáculo encenado pelos atores, cantores e músicos: Diego de Abreu, Isadora Medella, Luciana Balby e Tiago Herz.

SINOPSE

O espetáculo conta a história de quatro pessoinhas amorosas e ciumentas, revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas, através de diálogos bem-humorados, dança e música. Uma peça infantojuvenil que apresenta canções e contos originais livremente inspirados na obra de Machado de Assis.

FICHA TÉCNICA


Texto: Eduardo Rios


Direção e roteiro: Duda Maia


Diretora Assistente: Leticia Medella


Intérpretes-criadores: Diego de Abreu, Isadora Medella, Luciana Balby e Tiago Herz
 

Trilha Sonora Original: Ricco Viana
 

Preparação Vocal: Agnes Moço
 

Figurino: Kika Lopes
 

Cenário: Diogo Monteiro
 

Iluminação: Renato Machado
 

Identidade Visual: Anna Cunha
 

Fotografia: Rai Junior
 

Direção de Produção: Bruno Mariozz
 

Produção: Palavra Z Produções Culturais
 

Idealização: Camaleão Produções Culturais

EDUARDO RIOS - TEXTO

Natural de Recife, formou-se em jornalismo pela UFPE. Em 2012 finalizou o primeiro ano da London International School of Performing Arts, onde aprofundou o trabalho de dramaturgia e criação colaborativa. Hoje, reside no Rio de Janeiro e é fundador da Barca dos Corações Partidos, companhia teatral que possui dois espetáculos premiados em seu repertório: Gonzagão “A Lenda" e "Ópera do Malandro", ambos dirigidos por João Falcão. Atualmente está em cartaz com a nova obra da cia: Auê, sob direção de Duda Maia. Nessa peça, além de atuar, Eduardo apresenta ao público textos e canções de sua autoria. Recentemente adaptou para o teatro o livro A Gaiola, de Adriana Falcão, junto à própria autora. Na televisão foi roteirista do programa Louco por Elas, da Rede Globo. Em Recife, fez parte do elenco dos Doutores da Alegria e do Quadro de Cena, com o qual recebeu o prêmio de Melhor Ator do Pochade e Melhor Esquete do Festival Aplausos com a cena O Discurso da Ponta da Língua.

DUDA MAIA - DIREÇÃO

Formada pela Escola de Dança Angel Vianna. Trabalhou como diretora de movimento com os diretores como: André Paes Leme, João Falcão, Daniel Herz, Aderbal Freire-Filho, Guel Arraes (nos filmes, Lisbela e o Prisioneiro e Romance), João das Neves, Paulo de Moraes e Ivan Sugahara. Em 2012 assinou a direção do espetáculo infantil Uma Peça Como Eu Gosto, da Cia. Histórias Pra Boi Dormir juntamente com Lucio Mauro Filho, com este espetáculo ganhou o prêmio de melhor direção – Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil 2012. Em 2014, fez a Direção de Movimento de “Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir”, espetáculo de Ivan Sugahara, trabalho que recebeu a indicação de Melhor Direção de Movimento na categoria especial do Prêmio Cesgranrio 2014. É diretora do espetáculo AUÊ, do grupo teatral “Barca dos Corações Partidos” com direção de produção da Sarau Agência de Cultura, sucesso de público e crítica. Duda Maia venceu o Prêmio CesgranRio 2016, o Prêmio Botequim Cultural e o Prêmio Shell em Melhor Direção com “Auê”. A peça também venceu a categoria de Melhor Direção Musical e Melhor Espetáculo. O espetáculo também foi vencedor do Prêmio APTR, na categoria de Melhor Direção.

ISADORA MEDELLA - ATRIZ

Há vinte anos trabalha no cenário teatral como atriz/cantora e compositora detrilhas sonoras e direção musical em espetáculos teatrais infantis e adultos, játrabalhou com diretores como; Carla Camurati (Rainha da Beleza de Linen),Bibi Ferreira (Tango, Bolero e Cha Cha Cha), assistência de direção paraGracindo Júnior e Marília Pera no espetáculo (O Último Drink) e no cinema,assina a trilha sonora de seu primeiro curta metragem dirigido por CaioBortolotti, "Quando o Universo Conspira". Ainda no teatro, tem parcerias com algumas companhias, como o Teatro de Nós, Troupp Pas Dargent, OsNeuróticos, Cia de La Mancha, Inclusos, Cia do Gesto e Cia Marginal,sonoplasta, direção musical, preparadora vocal e responsável por pesquisade trilha e/ou composição de trilhas inéditas. Cantora, compositora,instrumentista e arranjadora do grupo Chicas, vencedor do Prêmio Tim deMúsica (2007) com o disco “Quem vai comprar nosso Barulho?”, com doisdiscos de carreira e um CD e DVD lançado pela Biscoito Fino. Nestemomento, está lançando mais um CD inédito chamado "Dia Útil"(www.chicas.com.br). Além de turnês pelo Brasil, o grupo Chicas aindagravou a abertura da Novela Caras e Bocas, Som Brasil de Caetano eGonzaguinha e o Especial de Natal da Xuxa. Em janeiro 2016 protagonizou Tropicalistas - O Musical”, com direção do Dzi Croquete Ciro Barcelos eMúsica de Tim Rescala.

DIEGO DE ABREU - ATOR

Ator, percussionista e palhaço. Formado em interpretação pela Escola Técnica de Teatro Martins Pena e em pandeiro pela EPM (Escola Portátil de Música), da UNIRIO. Participou de outros curso e oficinas complementares, como: “Laboratório de Máscaras Balinesas”, com Fabiana Melo Souza (CCLSL – RJ). “A Fisicalidade do Cômico”, com John Mowat, diretor da Cia. Do Chapitô / POR (Lapa - RJ). “Atelier de Comédia Física”, com André Paes Leme (Teatro Gonzaguinha – RJ). “Treinamento e Casting com o Blue Man Group”, em New York, USA. O Corpo como Contador de Histórias”, com a Cia. Theatre ad Infinitum / ING. (CCBB – RJ). “Da Energia à Criação”, com Eve Doe Bruce, atriz do Théâtre du Soleil (Planetário da Gávea – RJ). “Imersão em Confecção e Animação de Bonecos”, com Ilo Krugli. (sede da Cia. Vento Forte – SP). “Oficina de Técnicas Circenses”, com Shita Yamashita (São Mateus – ES). “Laboratório de construção da performance”, com Sidney Cruz (SESC Jacarepaguá – RJ). “Oficina de Mímica”, com Jidu Saldanha (Cabo Frio – RJ). “Oficina de Comédia”, com Eduard Rossller. (Niterói – RJ). Seus principais trabalhos no teatro: Atualmente integra o elenco da peça “A História de Galileu”, de Daniel Herz. Em 2016 integrou os elencos das peças “Sucesso”, de Leandro Muniz (SESC Tijuca, Centro Cultural da Justiça Federal e Galpão Gamboa – RJ). Além do musical “Clementina, Cadê Você?” com direção de Duda Maia e direção musical de Pedro Miranda (Turnê pelo Sudeste – RJ, SP, MG e ES). Em 2015 Atuou na peça: “Bonitinha, mas Ordinária”, de Alexandre Baccanera, com a Cia. Teatro Portátil (Teatro Caixa Cultural - RJ). Em 2014 integrou os elencos dos musicais “A História do Barquinho” (Teatro Oi |Futuro, Ipanema), de Ilo Krugli e “Forrobodó, um Choro na Cidade Nova”, (Teatro Ipanema) Ambos dirigidos por André Paes Leme. Além de ter sido stand in no primeiro espetáculo da Cia de Teatro Manual, “Hominus Brasilis” (Teatro CCJF e Teatro Maria Clara Machado – RJ. Indicado aos Prêmios Shell e APTR de Melhor Direção). Em 2013 foi selecionado para o treinamento de três meses e casting do Blue Man Group, onde se apresentou com o grupo em seu show fixo na cidade, no Astor Place Theater, na Broadway – New York, USA. Ainda em 2013 integrou o elenco da comédia músical “1958, A Bossa do mundo é Nossa!”, (Casa de Cultura Laura Alvim - RJ), com direção de André Paes Leme. Em 2012 fez parte do elenco do musical infantil “Histórias que o Eco Canta”, (Teatros do Jóquei, Ziembnski e SESC Tijuca - RJ), sob direção de Ilo Krugli. Em 2009 fez parte do Grupo de Teatro de Rua “Bando Filhotes de Leão”, sob direção de Sidney Cruz, onde montou “O Califa da Rua do Sabão” (Pça XV – RJ e Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – MG). Em 2008, atuou na comédia musical “O Bilontra”, (Teatro Solar de Botafogo – RJ), dirigido por José Henrique e Roberto Gnatalli. Seus princiais trabalhos no Cinema: Em 2016 integrou o elenco principal do Longa Metragem “Mormaço”, de Marina Meliande e produção da Duas Mariola Filmes, com estreia nacional prevista para 2017. Ainda em 2016 participou do Longa Metragem de “Como É Cruel Viver Assim”, de Julia Rezende, com estreia prevista para 2017. E também participou da Novela Velho Chico, da Rede Globo. Em 2015 desenvolveu e atuou, junto à Cia. De Teatro Manual, o programa de TV “Cronistas do Rio”, na MULTIRIO. Onde a cada mês a Cia. Interpretava, através da comédia física, obras de cronistas cariocas consagrados. Em 2010 integrou o elenco principal do longa Metragem “Outro Olhar”, de Cristiano Requião, exibido no (MAM - Museu de Arte Moderna - no Festival de Cinema da Baixada e Festival de Cinema da Língua Portuguesa, em Lisboa- POR, além de Festivais de cinema pela África e América do Sul). Na música desenvolve há nove anos, com o Grupo Paideguará, uma pesquisa dos ritmos amazônicos e do norte do Brasil, como Carimbó, Marabaixo, Lundu, Toada, Marujada e Batuque.

TIAGO HERZ - ATOR

Estudante de cinema da PUC RJ. Atuou em 9 montagens da Cia Atores de Laura: Círculo de Giz Caucasiano, de Brecht, As Rosas de Nossa Senhora, de Celestino Silva, A Flauta Mágica, de Celso Lemos e Antonio Guimarães, O Conto do Inverno, de Shakespeare, O Pena carioca, de Martins Pena. Atuou também em Noel, o feitiço da vila, de Andreia Fernandes, A menina e o vento, de Maria Clara Machado, A vida como ela é, de Nelson Rodrigues, O inspetor geral, de Gogol, Viúva, porém honesta, de Nelson Rodrigues, O jardim das cerejeiras, de Anton Tchekhov, As Bodas de Fígaro, de Beaumarchais, e O barbeiro de Ervilha, de Vanessa Dantas. Participou do longa Boa Sorte, de Carolina Jabor. Atuou na minissérie Filhos do Carnaval com direção geral de Cao Hamburger. Fez assistência de direção nas montagens dos espetáculos Nadistas e Tudistas, de Renata Mizrahi, O Pena carioca, de Martins Pena, Acorda pra cuspir, com Marcos Veras e na ópera Mozart e Salieri, no Theatro Municipal RJ. Criou e produz o curso História e Teatro. Autor e ator dos espetáculos Ignorância e Jumento Belchior. Estuda e toca os seguintes instrumentos: saxofone, piano, flauta, percussão.

LUCIANA BALBY - ATRIZ

Atriz, cantora e compositora. Aos 16 anos, participou de apresentações no Teatro Dina Sfat, pela escola de música na qual estudava, cantando e tocando releituras no violão e, a partir desse momento, começou a compor suas primeiras canções. Aos 19 anos teve início sua participação em festivais de MPB, sendo premiada por diversas vezes como melhor intérprete. Em 2008, integra como vocalista a MPB RIO, banda carioca que mesclava em seu repertório as influências da MPB clássica e moderna. Iniciou seus estudos em Teatro, na CAL. Em 2009, integra a Oficina Montenegro, ministrada por Oswaldo Montenegro e Madalena Salles. Em seguida, no inicio de 2010, foi convidada para fazer parte do elenco do musical “Filhos do Brasil”, com a Companhia Mulungu, dirigido por Oswaldo Montenegro e Madalena Salles. Participou, em 2012, do filme “Solidões”, de Oswaldo Montenegro, interpretando um personagem de sua autoria.

GALERIA DE FOTOS

Créditos: Rai Junior

VÍDEOS TEASER DO ESPETÁCULO

Créditos: Rai Junior

IMPRENSA

.

.

TÉCNICA

.

.

.

Copyright © 2018 Palavra Z Produções Culturais. Todos os direitos reservados