UM ENSAIO SOBRE AMARO

APRESENTAÇÃO

Um ensaio sobre Amaro é um ensaio sobre a tristeza, que se desenvolve no exato instante em que um ator que nega os seus próprios sentimentos se vê obrigado a reensaiar o seu personagem mais triste: Amaro. O ator e o personagem entram juntos em cena para travar um embate entre a melancolia e a euforia, a lealdade e o desapego, a aceitação e a necessidade de mudar.

O ator, Eduardo Rios, usa como recursos principais um forte trabalho físico e um dinâmico tempo cômico para, sozinho, dar vida a um inquieto e filosófico dilema entre as facetas que habitam um mesmo ser. Brincando entre linguagens teatrais extremas, o espetáculo aposta na mescla entre dança, teatro de máscaras, manipulação de objetos, música e ilusionismo para convidar o público a uma conversa com a tristeza em tempos em que ela não é mais ouvida.  

SINOPSE

Um ator em crise se vê obrigado a interpretar outra vez o seu personagem mais conhecido: Amaro. Ao passo que esse personagem traz à tona uma solitária melancolia, o ator está buscando driblar uma depressão após separar-se de sua amada, a custo de bebedeiras,mulheres e criações superficiais. O ator e o personagem entram juntos em cena para travar um embate entre a melancolia e a euforia, a lealdade e o desapego, a aceitação e a vontade de mudar.

FICHA TÉCNICA

Criação: Eduardo Rios e Yael Karavan

Direção: Yael Karavan

Atuação: Eduardo Rios

Direção de Arte: Júlia Fontes

Iluminação: Rodrigo Maciel

Adereços: Alexandre Guimarães

Assistência Artística: Natascha Falcão

Máscara: Grupo Moitará e Eduardo Rios

Diretor Assistente: Thomás Aquino

Direção de Produção: Bruno Mariozz

Produção: Palavra Z Produções Culturais

DIREÇÃO E CO-DIREÇÃO - YAEL KARAVAN

Atriz, bailarina e diretora israelense radicada na Inglaterra, Yael Karavan desenvolve desde 1995 uma linguagem contemporânea e física de expressão que liga leste e oeste, teatro e dança. Criou e apresentou sete solos, em turnês pelo mundo, e foi ganhadora do prêmio Teatroneto de melhor apresentação com “O Caminho para Casa” dirigido por Naomi Silman (LUME Teatro). Foi membro da companhia Russa premiada de teatro físico Derevo e de inúmeros grupos de dança Butoh japonês. Desde 2009 é diretora artística da companhia premiada de teatro The Karavan Ensemble. 

ATUAÇÃO E CO-DIREÇÃO - EDUARDO RIOS

Natural de Recife, formou-se em jornalismo pela UFPE e em 2012 finalizou o primeiro ano da London International School of Performing Arts, onde aprofundou o trabalho de teatro físico e criação colaborativa, tendo como base a pedagogia de Jacques Lecoq. Hoje, reside no Rio de Janeiro e é fundador e integrante da Barca dos Corações Partidos – Companhia Brasileira de Movimento e Som, de Gonzagão – A Lenda e que lançou recentemente o espetáculo Auê (3 indicações ao prêmio Shell e 5 indicações ao Prêmio Cesgranrio), onde Eduardo apresenta duas canções e um texto de sua autoria, com o qual recebeu o prêmio de melhor cena e melhor ator no Festival de Teatro de Niterói. Desde 2010 faz parte do “Patuanú – Núcleo de Pesquisa em Dança Pessoal do Ator”, que realiza encontros anuais sob a coordenação de Carlos Simioni (Lume Teatro). Fez parte do elenco dos Doutores da Alegria, em Recife; escreveu para o programa “Louco por Elas”, da Rede Globo; e recentemente adaptou o infantil “A Gaiola”, da Adriana Falcão, junto à própria autora.

GALERIA DE FOTOS

Créditos: Ana Carvalho

Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
Um ensaio sobre amaro
Um ensaio sobre amaro
press to zoom
VÍDEOS TEASER DO ESPETÁCULO

Créditos: Mariana Rotili

IMPRENSA

Release

Críticas do Espetáculo

TÉCNICA

Rider de Luz e Som

Mapa de Cenário